sexta-feira, 17 de abril de 2009

Por vezes



Por vezes ainda oiço o som da tua voz


a entoação que davas ao meu nome quando estavas chateada, e


quando me chamavas de amor .




Ténues lembranças, que com o passar dos dias, se tornam em apenas lembranças.


recordo muitos momentos com carinho, outros com menos.


às vezes apetece-me falar, outras não.




Relembro momentos que passamos juntas..e sorrio.


Gosto de pensar no bom que passei contigo...o mau foi muito vivido no momento.


Já não eramos "nós" há algum tempo, muito antes de terminarmos, foram-se perdendo muitas coisas boas, em parte por culpa minha, sim, porque não estou ilibada, nem me quero fazer de vítima, mas tu sabes o porquê.




Enfim..apesar de a vida continuar, algo de mim ficou naquele tempo..




E com carinho, apetece-me dizer-te que recordo o teu olhar


recordo-te, recordo-nos no nosso melhor..


apenas quero ficar com o bom... e àquilo que sempre me prendeu a ti de uma forma como nunca antes eu tinha vivido.




9 comentários:

tulipa disse...

Obrigada pela visita e o teu blog , os últimos textos escritos por ti, quase podiam ter sido escritos por mim em fases da minha vida...
Não te vou perder o rasto.
um abraço
tulipa

CC disse...

Tulipa

escrevo desta forma porque passei pelas coisas. Todas nós alguma vez na vida felizmente ou infelizmente passamos por isto.
Sei que os textos a quem estão destinados as mensagens não serão lidos por ela...

mas também são apenas desabafos...nada mais.

um beijo

NAFTAMOR disse...

Por vezes!
Não!
todos os dias nos lembramos!
E a prova de não a teres esquecido está aqui!
Acredito que nunca a esqueças e acredito que é reciproco, sim porque ela tb sofre.
Ainda bem que reconheces que a culpa não foi só dela! ensinamentos para o teu futuro!
Hoje deu-me para te visitar e já sabes o que penso!

Um beijo

CC disse...

naft

nunca a culpei por tudo. Em algumas coisas foi culpada e eu noutras..
Mas culpas à parte..tenho de lidar com outra situação, o facto de a ter de esquecer e seguir a minha vida.Coisa que se revela tarefa difícil.
Quando há um quebrar de um laço, há sempre sofrimento para ambas as partes, há que saber é ultrapassar isso.

Gostei muito..de muita coisa abdiquei e abdicaria na minha vida em prol de um amor que eu tinha e sei que sentia..fui travada muitas vezes, demasiadas na minha opinião.
Acredito que ela me amou, não duvido disso..mas faltava qualquer coisa..provavelmente por minha culpa também.

Enfim..muitas coisas se passaram, muitas situações..
Penso que eu estou melhor...e sinceramente eu também acho que ela fica melhor assim..e ainda bem.

Foi uma relação muito marcante..esquecer nunca o vou fazer..

A tua opinião sempre a ouvi e respeitei como tu sabes.

és sempre bem vinda.

Dantins disse...

Quando algo acaba o melhor que podemos fazer é recordar o que existiu de bom. É assim que se "cresce" na vida :)

Bjos

CC disse...

Dantins

por mais difícil que possa ser e parecer..

recordar o melhor, esquecer o pior.

beijos

Ana Oliveira disse...

A questao eh nao esquecer mas transformar em memorias boas as coisas boas e aceitar as menos boas como aprendizagem, sem no entanto transportar para a relacao seguinte nenhuma carga negativa.
Saber que foi uma vivencia importante mas que acabou.
Saber, com graciosidade arrumar os sentimentos positivos e negativos no lugar que merecem...passado!

Surpresa ainda te encontrar aqui!!!

Beijos

Ana

CC disse...

Ana

sábias palavras as tuas.
acho que deve ter sido a última vez que cá escrevo..não tenho mais nada a dizer.

Passado é passado.

beijo

Vanelkian disse...

vivido...

Vive,nham,nham.;)