sábado, 17 de janeiro de 2009

Abateu-se sobre mim
uma tempestade fria e ruim
deixando-me enfraquecida
e no tempo esquecida
assusto-me em pensar no futuro
caminho sem rumo
longe da segurança sentida
parece que fui sacudida
separadas
afastadas
é o destino

4 comentários:

Mél disse...

Dps da tempestade vem a bonança.
Estás frágil, é normal sentir isso td. Sentir a insegurança, cm se n pudessemos dar um passo sequer, sem ter a outra pessoa por perto. Medo, receios, o sentimento de solidão que se abate. Parece que o mundo acabou, que a vida já nem tem sentido sem essa pessoa. Viviamos para ela e agora... o que fazer se a nossa "vida" nos deixou? Essa pessoa levou um pouco de ti e tu estás c mt dela. Mas c tempo vais-te desapegar e conseguir viver novamente. VIVER! :)

CC disse...

o tempo, esse amigo fiel.
é verdade que a minha vida parece que deixou de fazer sentido, penso nos planos que tinha, na esperança que sentia..caiu tudo por terra.

oh tempo passa, passa a minha dor, cura a minha solidão..e devolve-me a alegria de viver...

Mél..apesar de tudo é sempre bom ouvir palavras de alento numa altura destas.obrigado é o que tenho para te dizer.

bj

Ana Ribeiro disse...

(deixo as minhas palavras, como comentário...)


Tenho a boca vazia de palavras
há muito deixei de ver
para sobreviver na vida…
Caminho na sombra dos meus passos
rastos de pés sulcados na areia
estão gastos, ando perdida…
Rasgo as ondas com o corpo
azul e mar e maresia
espuma branca, lua colorida
perdi o tempo
e esqueço esse momento
esgotada no prazer
tentando esconder a euforia…
Carcereira dos meus passos
olho essa praia deserta
e sinto, sei que estou certa…

Transparente a alma nunca mente,
mostra sempre aquilo que sente…

Ana

CC disse...

obrigado Ana, pelas palavras.

Beijo